Formatura março 2017

O que está por trás desses sorrisos? De onde vem essa beleza?
Momentos conquistados pelo esforço!

Apenas quem vive sabe o empenho erguido em cada etapa da jornada desse sonho: fazer a matrícula, pagar a mensalidade, ter tempo para estudar, correr atrás do que não se entendeu, estudar para as provas, enfrentar os desafios da Parte Prática e, em tudo, construir verdadeiramente a sua profissão.

Doce engano quem pensa bastar pagar para ter. É preciso, constantemente, Ser!

Tudo o que é sério e duradouro é fruto de esforço!
Para se conquistar uma profissão tão concorrida e de tanta responsabilidade, é necessário que essa busca se torne um sentido de vida; um sonho (não distante, mas diário) para o qual você trace metas e se esforce por cumpri-las integralmente.
Enfim, que isso seja número um em sua vida!
Não é preciso deixar de viver!
Pelo contrário, quando temos um sentido, a cada dia sentimos mais a vida!

É ficar atento, antenado para aprender, para estar “por dentro” do conteúdo, para subir nos degraus do aprender.

A Formatura encerra uma etapa. Momento de expressar o carinho aos Instrutores, a gratidão à família, aos que apoiam e sonham junto.

Durante o juramento, sentimos o compromisso que fidelizamos.

Acredite: nossa Felicidade sempre será conquistada, exclusivamente, pelo esforço!

E o vínculo de amizade, vivenciado diariamente, permanecerá guardado como uma semente no coração que frutificará nos momentos mais difíceis.

Saudades já sentimos!

“Insistir. Persistir. Resistir. E nunca desistir!”

Larissa Vieira e sua rotina como Agente de Aeroporto

Agora, é a minha vez de contar como está sendo a minha experiência como Agente de Aeroporto na Gol!

Bom, a minha escala é seis por um, então desde o começo já estava ciente que domingos e feriados não existiriam mais no meu dicionário, tal como será quando eu conseguir a tão sonhada vaga de Comissária de voo, o que não está sendo problema para mim.

A nossa rotina no aeroporto é bem dinâmica, nos dividimos entre os totens, as entradas de filas e os balcões (nesse ainda ficamos acompanhados, pois essa parte é um pouco mais complicada). É tudo bem corrido, mas estou amando!

Temos que estudar bastante. A empresa além de oferecer os treinamentos presenciais, ela oferece uma gama enorme de treinamentos e cursos online.

Lidar com o público está sendo MARAVILHOSO!
Ainda mais para mim que nunca tinha trabalhado com o público, é uma experiência única, sem igual! Pessoas de todas as raças, etnias e nacionalidades passam por você todos os dias.

Infelizmente ainda não tenho nenhuma história inusitada para contar, mas já peguei algumas situações adversas como contingências, aeroporto lotado, voos cancelados…

Minha relação com os colegas de trabalho é a melhor possível!
A maioria nos acolheu muito bem, foram muito receptivos.
Inclusive, já tenho um carinho especial por alguns!!!

O que está sendo mais valioso para mim? O enriquecimento pessoal, profissional e cultural que a aviação nos traz.
Depois de entrar na Gol, a minha certeza de que esse é o caminho que eu quero seguir, só foi confirmada!

Agente de Aeroporto: a rotina de Ramom Gomes

Olá galera da Educar! Como estão vocês?

Eu sou o Ramom, cursei a Educar e como Agente de Aeroporto no GOL Linhas Aéreas, a minha rotina a princípio está muito tranquila, sou part time e com isso trabalho apenas das 12:30 até as 16:30.
Todos os dias existe um briefing com a supervisão e eles informam o que está previsto para acontecer durante o dia e qual vai ser a rotina de cada um no setor que foi designado.

Os treinamentos da empresa são de grande importância: a aviação se atualiza todo dia! Por isso, além de termos cursos presenciais, temos curso on line pelo menos uma vez por semana.

Como está sendo lidar com o público? É preciso ter um jogo de cintura sem passar por cima das regras da empresa, da ANAC e da administração do aeroporto.

***********************

Eu tenho uma história que não aconteceu comigo diretamente, mas eu ajudei a intermediar o problema.
Aconteceu com um jornalista da Globo que chegou no check-in já muito agitado e sem paciência. Ele não estava conseguindo marcar o assento que tinha escolhido no ato da compra e, quando foi fazer o check-in, o assento que tinha comprado não estava mais disponível, enfim… Ele fez um escândalo total no aeroporto e a solução foi conversar com ele separadamente, explicar o que tinha acontecido e o realocarmos em uma outra poltrona. No final ele pediu desculpas pois estava indo para o sepultamento da esposa dele em SP.

Em relação aos colegas de trabalho, infelizmente não existem só pessoas boas em um ambiente de trabalho, mas tento ser cordial e útil para todos eles, afinal de contas, temos que aprender coisas boas para serem colocadas em prática e coisas ruins para nunca serem feitas. Mas, no geral, a relação é fenomenal.

Para resumir, o que está sendo mais valioso para mim é poder estar próximo do meu objetivo de ser Comissário para, quando chegar lá, ser humilde e dar valor o pessoal de terra.

Série Entrevistas: O que acontece depois da contratação?

O primeiro a responder essa pergunta é o Welison Lima, que estudou na Educar e foi contratado para ser Comissário de voo pela Avianca.

Direto de seu treinamento, ele manda notícias e relata como está sendo a sua rotina.

Ainda não estou propriamente voando, estou terminando o treinamento.
Como está sendo o meu treinamento?

Muito bom, é produtivo, eu aprendo bastante, tenho uma rotina de muito estudo de 08:30 as 17:30.
Algumas matérias que têm provas, outras não. Mas todas acrescentam no nosso conhecimento, está sendo construtivo.

Os profissionais da Avianca são maravilhosos, todos tem o que acrescentar com suas experiências.
A relação com os colegas da minha turma não poderia ter sido melhor!
Todo mundo se dá bem, é uma energia ótima!

Somos quarenta e cinco na nossa turma e, se eu pudesse escolher, não mudaria ninguém da minha turma: eu gosto de todo mundo!
É um clima bacana, como se já tivéssemos nos conhecido a muito tempo.

Já está dando saudades porque o treinamento acaba na terça que vem.
Vai ser um pouco difícil porque não vou mais ver todo mundo como na rotina desses 45 dias… Vou começar a voar em breve e terei muito a contar a vocês!